domingo, 24 de outubro de 2010

SOBREMESA DE DOMINGO!!!

Oi gente que saudades, aqui está tudo bem graças a Deus só ando um pouco na correria... tinha feito a inscrição para um curso de corte e costura em uma escola técnica aqui em São Paulo e semana passada me chamaram , estou adorando é um curso profissionalizante, só que começa as 7:30 e vai até 11:30 chego em casa junto com as crianças e aí a tarde voa .
No mais estou fazendo uns tapetes de barbante logo logo vou postar.

Bem hoje foi um domingo meio esquisito , o tempo esquisito sei lá, nublado estava com muita vontade de fazer uma mousse de maracujá , depois pensei e porque não um pavê? e aí pensei maracujá e chocolate é tudo de bom , tinha essas bolachas tipo maisena de chocolate e resolvi usá-las o resultado é esse, sem palavras né gente?

ficou meio fino pois usei um refratário muito grande para a quantidade de mousse , deve ser resultado dos aperitivos alcoólicos antes do almoço kkkkkk, o ideal é fazer o dobro da receita mas só tinha 1 lata de creme de leite , pode usar tbm a caixinha aí eu diminuo a gelatina em pó.

essas são as bolachas de chocolate , dificil de achar viu?


aqui uma camada da mousse , uma de bolachas eu passei elas em leite puro mesmo.

essa é a cobertura que eu faço para servir , como as crianças não gostam muito das sementes eu faço e sirvo a parte.

PAVÊ DE MARACUJÁ

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite (usei com soro e tudo)
1 lata de suco concentrado de maracujá

Bati tudo no liquidificador e acrescentei 1 envelope de gelatina em pó sem sabor preparado conforme a embalagem, bata novamente.

Em um refratário coloquei metade da mousse, uma camada de bolachas , o resto da mousse e levei a geladeira, sirva com a calda de maracujá.

Calda :

Polpa de 2 maracujás
3 colh(sopa) de açúcar
200 ml de água , pode substituir metade por suco de maracujá , fica mais azedinho.
1 colher de amido de milho

Mistura tudo e leva ao fogo , mexendo sempre , levantou fervura e engrossar um pouco está bom , é só esfriar e se deliciar.

Ah terminei de ler o Vendedor de Sonhos e começei essa semana ler a Menina que roubava livros , estou adorando e recomendo.



Sinopse

Entre 1939 e 1943, Liesel Meminger encontrou a morte três vezes. E saiu suficientemente viva das três ocasiões para que a própria, de tão impressionada, decidisse nos contar sua história, em 'A menina que roubava livros'. Desde o início da vida de Liesel na rua Himmel, numa área pobre de Molching, cidade próxima a Munique, ela precisou achar formas de se convencer do sentido de sua existência. Horas depois de ver seu irmão morrer no colo da mãe, a menina foi largada para sempre aos cuidados de Hans e Rosa Hubermann, um pintor desempregado e uma dona-de-casa rabugenta. Ao entrar na nova casa, trazia escondido na mala um livro, 'O manual do coveiro'. Num momento de distração, o rapaz que enterrara seu irmão o deixara cair na neve. Foi o primeiro dos vários livros que Liesel roubaria ao longo dos quatro anos seguintes. E foram esses livros que nortearam a vida de Liesel naquele tempo, quando a Alemanha era transformada diariamente pela guerra, dando trabalho dobrado à Morte. O gosto de roubá-los deu à menina uma alcunha e uma ocupação; a sede de conhecimento deu-lhe um propósito. E as palavras que Liesel encontrou em suas páginas e destacou delas seriam mais tarde aplicadas ao contexto da sua própria vida, sempre com a assistência de Hans, acordeonista amador e amável, e Max Vanderburg, o judeu do porão, o amigo quase invisível de quem ela prometera jamais falar. Há outros personagens fundamentais na história de Liesel, como Rudy Steiner, seu melhor amigo e o namorado que ela nunca teve, ou a mulher do prefeito, sua melhor amiga que ela demorou a perceber como tal.

Fonte: Livraria Cultura


BEIJOS E UMA SEMANA ABENÇOADA A TODAS!!!

10 comentários:

Marly disse...

Oi, Dri,
Gostei de saber de suas novas atividades, já vi que surgirão em breve outras 'artes' por aqui, rsrs. E essa sobremesa? que delícia que é a combinação de maracujá e chocolate, né?
O livro é realmente muiiito bom, rsrs.

Um beijo e boa semana!

Edite Artesanatos disse...

Hum que delicia este pave td de bom.
Que bom Dri que vc esta fazenDo o curso e esta gostando,
Menina que delicia este livros arumou um tempinho pra ler rsrs,so na correria em.

Beijinhos otima semana.

Danny Mou disse...

Conheci seu Blog hoje e adorei as receitas! ;o)

Quero aproveitar para convidá-la a participar do Concurso de Culinária com Foto Mococa, que está rolando no meu Blog:
http://byebyegordura.com.br/?p=2884
Beijos, Danny

sandra disse...

oi adriana! que delícia de sobremesa. Eu também estou lendo esse livro, comprei essa semana! beijinhos!

Joelma disse...

Olá querida!
Menina que sobremesa maravilhosa, Me deu até água na boca kkkkk Sobre o curso de costura... menina que sorte!!!! Tenho muita vontade de fazer um, mas está fora das minhas prioridades no momento. Por aqui este curso é muito caro e tb é durante o dia. Como trabalho fora fica impossível de participar. MAs um dia chego lá.... é mais um dos meus planos para a aposentadoria kkkk Curta muito, menina!
Um abraço e uma semana ,muito produtiva e feliz!!!

Fla disse...

Sobremesa deliciosa!
E este livro é maravilhoso! Eu amei.
Beijos

disse...

Oi dri,
Essa sobremesa é uma perdição, adoro maracujá.
Faço iogurte simples.Minha filha toma Activia, vou experimentar.
Bjs e uma boa semana p/ todos.

Luciana disse...

Oi Adriana, tava com saudade! Esse pavê mousse, tá tudo de bom!! Sabe que comecei um curso de corte e costura básico segunda-feira passada? Tô amando também. Já fiz uma saia e agora tô indo para calça. O meu é a tarde das 13:30 às 17:30 hs.
É muito bom aprender coisas novas.
Uma ótima semana pra ti.
Bjos, Lú.

clau disse...

Adriana, minha mae é fan desta receita de mousse, e faz sempre!
E deve ser bem interessante esta bolachinha, assim com esta cara, mas sò que de chocolate.
Apesar desta sua correria danada, ve se manda noticias suas, de vez em qdo, ok?
Fique bem!
Bjs!

Rosana Albuquerque disse...

Oi!!Adriana
Fiquei aqui com água na boca..É muito bom ter uma nova atividade, conhecer gente nova, novos horizontes e o mais importante é gostar daquilo que está fazendo.Aqui em casa quem gosta de ler é minha filha( sou preguiçosa) e ela já me pediu este livro a menina que roubava livros.
Beijinhos